A Qualidade musical que explode das artérias de Diogo Lins

Atualizado: 22 de fev.


Na vida conhecemos pessoas que são verdadeiras pontes de ligação elas são conectadas por diferentes peculiaridades. Esse movimento é energia que vibra na mesma intensidade e pode ser demostrada através de um sorriso, gesto, olhares e musicalidade. Talvez uma delas não tenha o mesmo gosto musical e, é aí que acontece o movimento evolutivo.


Há um tempo conheci na estrada da vida Eliza, em uma dessas minhas andanças a trabalho por empresas. Eliza é uma pessoa alegre e comunicativa, daquelas que faz amizade fácil uma menina do coração bom. Em um desses dias de trabalho ela estava escutando uma música com o volume bem moderado e perguntei quem era o dono da voz, serena e calma. – Diogo Lins. Ela respondeu.


Apresentei um dos projetos antigos que tinha e ainda existia na época e ela ficou de olhar. E voltamos ao trabalho nosso de cada dia. O tempo se passou e encontrei Eliza pela empresa, falou que viu o projeto e disse. – Você precisa conhecer o meu amigo irmão Diogo. Perguntei se era o mesmo do som que tinha escutado em seu computador ela disse que sim. Falou que parecíamos muito na forma de conversar, na simplicidade e no gosto musical. Embora eu entenda hoje que não é tanto assim. 🙄


Eliza tinha falado com Diogo e apresentado o projeto dizendo a ele que precisaríamos nos conhecer, não só pela música que nos unia, mas pela força astral que poderíamos ter em vida. Eliza é uma pessoa bem espiritualizada e hoje tempos depois reconheço o quanto ela foi um passo importante para uma mudança em minha vida.


Conheci Diogo e realmente ele era tudo isso que ela falou uma pessoa de uma criatividade e sensibilidade de poucos que conheço. Em nossa primeira conversa planejamos projetos e falamos do trabalho um do outro de forma sincera e simples.


As Letras de Diogo Lins são um espetáculo uma doçura de se escutar e escutar, escutar... Seu timbre de voz em harmonia musical é um encaixe que vejo de forma energética, magnética. A nossa empatia foi em segundos e de lá até hoje muitas águas rolaram e já fui até produzido por Diogo e Junior Freitas em um projeto em 2018/19 o Arte e Coffee, e confio até hoje que acontecerá.


Diogo Lins além de cantor, compositor é escritor, produtor cultural e empreendedor. Explode ideias toda hora de seus dreads e no geral são coisas boas e tal. Diogo também tem na mesma intensidade de ser do contra só para te irritar e foi aí que percebi; não existe perfeição abaixo do céu. (Só para deixar claro que nem tudo são flores né Diogo?). Verdades a parte, ele destila qualidade em tudo que se propõe de corpo e alma.


Saber a qualidade e respeitar até certo ponto os defeitos que nós temos, também é uma evolução. E por essa e por outras, que existe evolução em minha vida. Obrigado Eliza e Diogo por isso!


Vamos saber um pouco mais de Diogo Lins.


Nascido na década de oitenta quando as rádios no Brasil, além das enlatadas, também se tocavam músicas da nata da MPB e que em qualquer esquina tínhamos referência de música com característica de brasilidade.


Foi nesse ambiente que Diogo cresceu e junto com ele a vontade de emitir uma sonora onde anunciasse da melhor forma sua essência.


A princípio quando começou a escutar no porta-malas do carro do seu pai em fitas K7 a “elite” da Música Popular Brasileira ele não amou e gostaria mesmo é de ouvir músicas de criança Balão Mágico, Trem da Alegria, Os Abelhudos, Palhaço Carequinha e por aí vai.


Nunca imaginou que iria se dedicar a um estilo de música que seu pai escutava, mas de tanto capitar acabou se apaixonado e tentando reproduzir da melhor forma possível.


Suas referências eram Djavan, Caetano, Chico Buarque, Noel Rosa, Roberto Silva, Ivan Lins, bandas como a 14 bis e o lendário Clube da Esquina. Música de alma de atitudes e amor, aliás, “amor” é o que esse cara nascido na capital Pernambucana prega em vida, e quando saca seu violão consegue transmitir o mais puro e harmônico som do amor.


Vê-se de uma maneira muito pura e simples como Diogo coloca para fora toda sua energia com o autoral. Covers não é muito desse rapaz que á apresentou ao mundo o seu quarto trabalho autoral produzido de independente com conteúdo e qualidade.


Suas obras são: Diogo Lins, Músicas para Engarrafamento, Ao Vivo e o Místico.


No Primeiro disco intitulado “Diogo Lins” que foi produzido a pós ganhar um festival no Recife de canções autorais, no ano celestial de 2006, com as composições “Guerreiros” e “Como Amo Eu”.


O Segundo disco são sobre reflexões, logo foi escolhido o nome Músicas pra Engarrafamento - “Não existe lugar melhor para pensar hoje em meio à correria do dia do quê trânsito e pensando nisso saiu o nome do disco”.


No Terceiro disco, Diogo Lins Ao Vivo, Ele vem com toda sua energia em um som acústico, fazendo uma releitura dos dois discos anteriores e músicas novas.


O Quarto trabalho, Diogo abre toda sua “vibe” e esoterismo no disco intitulado “Místico” em uma pegada toda espiritualista que vale muito a pena escutar é um dos melhores trabalhos do Jovem músico.


Deixo aqui espalhado pelo texto link para contato com a obra desse cara que mora em meu coração.


Além do vídeo deixo um podcast nosso gravado em 2019 em nosso quintal e o vídeo de onde foi extraído o papo publicado em nosso canal em Abril de 2020.


Vídeo em nosso Quintal:



Podcast:

#01 QuintalCast 1temporada_ Diogo Lins
.mp3
Download MP3 • 39.03MB

Nossa Primeira Temporada em breve estará disponível aqui em nossa página inicial.


Você pode nos ajudar divulgando nosso trabalho para um amigo. Obrigado e não se esqueça; É desse quintal que nasce flores.


Aqui o portão tá sempre aberto !


Comente o que você achou ou acha do som de Diogo Lins 👍

2 comentários