A Leveza do Peso dos Cassius Clay



Sim meus amores, Cassius Clay é um ser de muitas qualidades e em tempos de quarentena me pego chorando – Estou muito emotivo ultimamente. Mas imaginar que na década de 60 teve um cara que foi contra seu país e negou a ir à guerra enfrentando o Governo e os Fascistas que lhe juravam acabar com sua carreira.


Porém Cassius não recuou se esquivou e mais uma vez com a leveza de uma borboleta e o peso da picada de uma abelha, ele nocauteou com seus ideais uma nação inteira que sangrava por guerra enquanto seu país viva um racismo com seu separativíssimo dilacerante, depois de 400 anos de escravidão.


O Maior boxeador de todos os tempos não retrocedeu um milímetro se quer e ainda arrumou tempo para gravar um compacto que é uma lindeza. Sim, Cassius encantou e cantou em 1963 ele gravou - Stand By Me - Ben E. King - Deixo no início do texto a prova em vídeo.


Com a juventude Afro, junto com Malcolm X e outras personalidades lutou pela igualdade. O que Clay e futuramente Mohamed Ali fez foi ir contra o sistema podre e nefasto e não pense que essa mudança não lhe custou caro e muito caro.


Eu conheci um cara em Sampa que também vai de encontro ao sistema, que prega a paz e com sua guitarra dilacerante e propulsora do amor e do reggae roots segue na luta tentando construir uma vida melhor para ele e para seus desentendes, e claro, servindo de exemplo para muitos capitalistas desalmados.


Seu nome de Batismo também é Cássio, mas ele adotou Cassius Clay como artístico. Conhecemo-nos em na batalha do refino, de áreas diferentes, mas juntos pela mesma causa e gosto a musical.


Toda pessoa sensível à arte emana vibrações diferentes e as nossas se bateram e logo estávamos conversando sobre música em meio ao maior símbolo do capitalismo o petróleo, de lá para cá não perdemos mais os contados já se vão dez anos sem nos ver, mas a energia vibratória continua agindo, hoje Cassius Clay mora em Floripa em uma ilha de pescadores e segue feliz com sua vida simples e essencial para nossos dias.


Mudar é preciso, mas quem tem coragem de fato são os mais corajosos, que não recuam diante do consumismo e ainda por cima são capazes de serem exemplos para tantos outros. O que Mohamed Ali fez há um tempo, Cassius Clay aqui faz da mesma forma, tão forte quanto.


É o Mesmo peso e a mesma leveza que os dos Cassius possuem de forma diferente, mas pela mesma luta de liberdade.


Saca esse som autoral do meu brother Cassius Clay em um Mantra que ele desenvolve para acalmar tantas outras almas.


Titulo: Mantra 696 (live session)



Essa é nossa dica de músico autoral e independente de hoje: Cassius Clay !


Ajude projetos independentes compartilhe esse post.


Alê Neres - Quintal

41 visualizações

© 2019 por Quintalcast

  • Deezer ícone social
  • Spotify ícone social
  • Instagram
  • SoundCloud ícone social